Amor eterno

Conheceram-se ainda quando eram crianças, mesmo com a pouca idade que tinham, logo no primeiro instante em que se viram, o amor surgiu.

Ele era muito tímido e por isso foi ela que disse o primeiro “oi” que depois se tornaram muitos. Passaram a se ver quase todos os dias, estar ao lado do outro era dar sentido ao dia.

Não se sabe o que surgiu primeiro, se foi o amor ou a amizade, mas o primeiro beijo veio aos doze anos de idade para os dois, naquele momento o mundo girou mais lentamente, ou seria mais depressa? As emoções se confundiam na imensidão do amor.

Os anos se passaram e eles se tornaram jovens loucamente apaixonados, agora viviam um para o outro, e por muitas vezes diziam que eram um só.

Mas como muitas vezes acontece, a vida nos leva a caminhos completamente diferentes daqueles que queremos tomar, e assim aconteceu com aquelas Almas Gêmeas.

Era tempo de guerra e ele foi chamado para servir ao seu país nos campos de batalha. Foram tempos difíceis para ambos, ela sofria pela sua ausência e rezava a Deus com todas as suas forças para que ele voltasse são e salvo dos campos de batalha, enquanto ele também sofria muito pela ausência dela, mas confortava-se em lembrar de seu rosto em meio à miséria e sofrimento.

Foram meses de angústia e sofrimento, mas em fim chegou à notícia de que a guerra tinha acabado e que os soldados estavam voltando para casa.

Então ele voltou, tinha uma medalha estampada no peito, mas ela sabia que ele era o prêmio.

Apesar de todos os acontecimentos ruins, os dois concordaram que a distância só fez aumentar o amor que sentiam um pelo outro.

Foi tanto que no ano seguinte acabaram se casando, seus corações estavam repletos de felicidade, realizavam o sonho de suas vidas, definitivamente se tornavam um só.

Os anos que se passaram foram de extrema felicidade, vez e outra acabavam brigando, mas imediatamente se abraçavam e beijavam pedindo perdão.

Tiveram três filhos e estes seguiram os passos dos pais, se tornado pessoas dignas e de extremo caráter.
Eles gostavam de dizer que seus pais eram “velhos apaixonados”, e assim sempre fora.

Mas novamente as vidas lhes impõem um obstáculo no caminho, ela descobriu que tinha câncer e que a doença estava em estado avançado. Ele chorou e sofreu juntamente com ela, por que a dor dela também era a sua.

O estado se agravou e ela precisou ser internada, ele não saiu nem por um segundo do seu lado, era seu anjo-da-guarda.

Ela começou a perder os sentidos, o fim parecia estar perto, mas ele custava a acreditar. De repente ela abriu os olhos e sorriu para ele, tocou seu rosto e lentamente voltou a fechá-los novamente.

Ele sentiu seu coração apertar, olhou para o aparelho que mostrava a linha tênue entre a esperança e o desespero e soube que estava perdendo o amor da sua vida.

Segurou a mão dela e viu o filme da sua vida passar diante de seus olhos, desde o dia em que a conhecera numa praça repleta de pombos, até o presente momento. E com todo o seu amor que agora era maior que o mundo, disse em seu ouvido:

– Não me arrependo de nenhum momento se quer que passamos juntos, apenas que ainda tenho muito amor a lhe dar. Por favor, volta!

Suas palavras percorreram a imensidão que agora os separavam, e chegaram ao coração de sua amada.

Ela ouviu o seu chamado, estava frente a Deus e este lhe disse:

– O que estás esperando minha filha? Volta que ainda não terminou.

Ela sorriu, virou-se e começou a caminhar novamente para o túnel da vida, uma luz tomou o seu ser e cegou seus olhos.

Quando percebeu, estava caminhando com sua mãe em uma praça repleta de pombos, olhava para um garoto sentado em um banco da praça que lhe chamava muito a sua atenção e ele retribuía o seu olhar.

Mal sabiam eles que aqueles olhares que se cruzavam nunca mais iriam se deixar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: