Das mediocridades de nosso dia a dia

Decidi listar algumas das maiores mediocridades que eu já fiz ou já presenciei em minha vida. Qualquer auto-reconhecimento é mera coincidência:

• Ficar feliz com seu dez na prova não porque aprendeu o que tinha de aprender, mas porque tirou dez.

• Falar mal de uma pessoa mesmo que ela não esteja perto para se defender.

• Falar sem parar por acreditar que o silêncio significa burrice ou falta de assunto, enquanto o dizer, nem que sejam bobagens, significa ser uma pessoa interessante.

• Esperar que os outros entendam o grandioso sofrimento que está sentindo mesmo que você não tenha dito uma única palavra sobre o assunto.

• Comer na frente da televisão vendo documentários sobre a fome dos povos na África.

• Dizer que os Estados Unidos são os únicos culpados pela miséria no mundo enquanto entre uma frase e outra tomamos Cola-Cola.

• Sentar a mesa de um bar e discutir sobre o monstro das multinacionais que a cada dia comanda mais e mais o destino das nações, enquanto bebo uma cerveja a qual seu fabricante é proprietário por mais de 80% das marcas de cervejas do mundo.

• Ficar feliz com a tristeza do outro e ficar triste com a alegria do outro.

• Fingir que está ouvindo o que a outra pessoa está dizendo, enquanto só espera a sua vez de falar.

• Trocar uma música do seu mp3,4,5,6,7… só porque ela já estava lá há mais de dois dias.
• Dizer que vai mudar de vida e no final apenas muda o penteado.

• Acreditar que se for verdadeiro será mesmo é taxado de bobo.

• Assistir novela e torcer para que o mocinho fique com a moçinha no final, mas não é assim que todas as novelas acabam?

• Ver BBB morrendo de vontade que alguém discuta com outro alguém, mesmo que eu não saiba os nomes dos participantes, o assunto em discussão, mas só porque ele ou ela é mais bonito(a) do que eu.

• Deixar que uma lágrima de emoção escorra de nossos olhos quando assistimos em determinados programas de televisão um nordestino voltar para sua terra, mesmo que a miséria de lá seja pior do que a de cá.

• Escolher em quem vai votar para vereador poucos segundos antes de colocar o dedão na urna, e depois dizer que é tudo ladrão.

• Usar essa frase de conformismo para tudo: “fazer o que?”.

• Avaliar uma pessoa pelo o que ela possui, e não pelo o que ela faz.

• Ser ríspido com uma pessoa que ama muito você só porque sabe que ela vai te perdoar.

• Acreditar que pode humilhar o(a) vendedor(a) só porque você está pagando, mas você compra o produto ou a integridade da pessoa?

• Comprar coisas que nunca vai usar só porque aquela promoção estava imperdível.

• Dar uma desculpa bem esfarrapada para si mesmo de que é um bosta só para agir como tal.

• Dizer que a culpa por tudo o que não deu certo em sua vida foi de seus pais, enquanto o que deu certo é mérito seu e de mais de ninguém.

• Dizer obrigado mesmo que a pessoa não tenha lhe ajudado em nada (sinal de subserviência?).

• Não dizer obrigado para aquelas pessoas que muito lhe ajudaram.

• Dizer “eu te amo” mesmo sem amar.

• Deixar de dizer “eu te amo” quando muito se ama.

• Fingir estar bem quando se está mal, e depois ficar desapontado quando ninguém percebeu sua tristeza.

• Não estudar para a prova e depois dizer que foi o professor que não explicou direito.

• Acessar o Orkut para enviar um “bom final de semana” ou “boa semana” para todos os seus 457 amigos. Para não perder o vínculo, é claro.

• Ser omisso quando é para ajudar alguém, e ir até o final do mundo se for preciso para tirar satisfação de quem falou mal de mim.

• Colocar defeitos em alguém só por pura inveja, assim igualamos as coisas por baixo.

• Acreditar realmente que somos sinceros e não mal-educados.

• Pensar que possuímos uma personalidade forte, e não por que somos pobres de espírito.

• Dizer “coitado” quando pensamos “bem feito”.

• Fazer sexo sem vontade e ainda gemer mais alto do que quando se está com tesão.

• Beijar na boca de várias meninas ou meninos para mostrar que é desejada(o), depois voltar para casa e chorar na cama porque ninguém perguntou qual era seu nome.

• Acreditar que ser livre é fazer o que lhe dá na telha, e estar preso é gostar de alguém.

• Trabalhar doze horas por dia e usar as outras doze horas para falar mal do seu serviço.

• Aumentar o número de ficantes na mesma proporção que diminui o amor.

• Aumentar o número de amigos no Orkut na mesma proporção que diminui as pessoas com quem você pode contar.

• Passar mais tempo na internet do que dormindo.

• Dizer acreditar em Deus mas na primeira barra pesada começa a duvidar se Ele existe.

• Dizer não acreditar em Deus mas na primeira barra pesada passa a acreditar Nele.

• Não se sentir indignado quando uma tragédia de causas humanas ou naturais acontece no mundo.

• Fumar maconha e depois cobrar das autoridades legais mais paz nas ruas, mesmo que você ajude a financiar o tráfico.

• Fumar, beber, e pedir ao seu filho que não faça o mesmo.

• Pensar que cada um deve buscar o seu e o resto que se dane, mesmo que você faça parte do resto.

• Dizer que há muito desemprego porque no mundo está cheio de vagabundo, enquanto você morre de medo em perder o emprego porque o dólar caiu na bolsa de valores.

• Comprar, comprar, comprar, enquanto você deixa de pensar, pensar, pensar.

• Trabalhar a semana inteira igual a um burro de carga e depois só pensar em passar o final de semana descansando para poder trabalhar igual a um burro de carga na próxima semana.

• Gastar todo o seu salário conseguido em trintas dias de trabalho em algo que demorou 30 segundos para ser feito.

• Pagar internet e TV a cabo mesmo que você não fique em casa para usar.

• Ser ecologicamente correto acreditando que salvará o mundo, não se dando conta de que quem deixará de existir são os homens, e não mundo.

• Deixar de acreditar que pode mudar o mundo apenas porque lhe disseram que você ainda é muito novo, logo isso vai passar.

• Acreditar que quem escreveu isso só escreveu para lhe provocar.

Da próxima vez, as ações mais sublimes que pude vivenciar, afinal, somos seres humanos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: