Desafios

A vida é feita de desafios, uns maiores, outros menores, mas continuam sendo desafios.

Algumas pessoas preferem desviar das pedras que encontramos em nossos caminhos, pois assim acham que chegarão mais rápido ao final da estrada, sem dor, sem sofrimento. No entanto, aquele que não encontrou ao menos um obstáculo para superá-lo em sua caminhada, nada poderá contar aos seus filhos, nada poderá dizer aos seus netos, não saberá se realmente deu o seu melhor, porque o seu melhor nunca foi testado.

Aquele que burla os buracos da estrada não entenderá o quanto é importante ser mais suave algumas vezes para não se machucar muito, ou mais brusco para sair dos buracos mais profundos. Não entenderá que a vida tem um ritmo, que as vezes nos obriga ser veloz como um leopardo ou lento como uma tartaruga.

Aquele que quer chegar logo ao destino final muito provável não perceberá as belezas do caminho, pois estará mais preocupado com a chegada que não se dará conta da magia que o cerca a todo instante.

O caminho não nos é revelado, ele se faz a cada passo que damos, a cada escolha que fazemos. A beleza da vida é justamente não saber, não conhecer, um mistério velado.

Talvez nem todos os desafios postos a nossa frente deveriam estar ali, as vontades do mundo são tantas que não conseguiríamos listá-las, mas isso não faz diferença, porque somos feitos para vencer, seja este desafio grande ou pequeno, longe ou perto. Tudo depende do quanto acreditamos em nós mesmos, do quanto acreditamos em nossa capacidade, da fé que depositamos em si mesmo.

Certa vez meu Mestre dissera: “O homem que tem fé em Deus e não tem fé em si mesmo está fadado ao fracasso, pois vai contra a Obra da Criação”.

Acreditar em si mesmo é o primeiro desafio do caminho, enquanto esse obstáculo não for superado, estaremos sempre andando em círculos, porque até o medo é sábio, sabe que ainda não estamos prontos para dar passos retos, rumo ao horizonte.

Existem situações que tentamos nos enganar, dizemos que não estamos com medo, que temos confiança em si mesmo, mas no fundo continuamos duvidando de nossas capacidades. O pior vem depois, se algo dá errado, como deveria mesmo acontecer por nossa falta de fé em si mesmo, passamos a acreditar que o Universo nos deixou, que Deus quer algo muito grande de mim, algo que eu não posso fazer, não posso cumprir, nunca conseguirei alcançar.

Então a nossa fé em nosso fracasso faz o milagre inverso, toda vez que as palavras “difícil, não é fácil, não consigo, é demais para mim” saem de nossa boca, assim será, os anjos dizem “Amém” e não importará o quanto você faça, o quanto lute, o quanto chore, o quanto peça a Deus, pois você deixou de acreditar na semente da vida: você mesmo. E por isso ela nunca irá brotar, você nunca poderá colher os frutos que tanto sonhou.

O homem ou mulher que duvida de si mesmo comete o pecado mais mortal que possa existir, porque derrama o elixir da vida em solo arenoso, apenas destrói em vez de construir, deixa de fazer, em fim, deixa de existir.

Como todas as religiões dizem, somos fracos, somos falhos, somos humanos, mas isso não quer dizer que devemos ser sempre assim, tornar isso uma regra. Cada vez que dizemos isso, mais seremos assim, nossa fé em nossos defeitos os elevam acima de nossas qualidades.

Não se engane aquele que acredita que ter fé em si mesmo nunca errará na vida, pelo contrário, talvez errará mais do que aquele que tem medo do “tentar”. A diferença são os tipos de erros. Quando se erra com fé em si mesmo de verdade, você sabe que deu o seu melhor, a partir daí conhece seus limites, sua visão entra em foco, e então saberá muito bem o que fazer para superar as barreiras, pois você alcançou a consciência. Enquanto aquele que erra sem a fé em si mesmo, continua perdido, porque não conhece o seu melhor, apenas o seu pior.

Por isso todos nós temos a escolha, o livre arbítrio nos permite esta capacidade, acreditar ou não em nós mesmos, ter fé ou não. Superar ou não os desafios, tudo dependerá de nós mesmos.

Não adianta pensar que existem pessoas mais preparadas que nós, pois sempre existirá mesmo, até porque a verdadeira disputa não é com o outro, mas consigo mesmo.

Eu acredito em ti, o Universo acredita em ti, Deus acredita em ti, agora só basta você acreditar em si mesmo e deixar que o milagre da vida se manifeste através de suas mãos, sua boca, seus olhos, seus ouvidos.

Não há pecado achar em que pode, sua luz está aqui para iluminar uma sala inteira, não para ficar escondida atrás da porta ou debaixo da cama.

A partir de hoje dê uma chance a si mesmo, se não por você, para o resto mundo, pois saiba que ele precisa muito de ti, não duvide disso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: