Deus e o homem

Alguns questionamentos sobre Deus e o Homem:

* Em primeiro lugar, me desculpem os céticos, mas Deus existe para o homem antes mesmo que ele aprendesse a falar e muito antes de saber usar o cartão de crédito. Então nossa oferta de aplicar na bolsa de valores não tem nada de novo, e continua tão dependente de nossa fé quanto na igreja, porque o “Deus Mercado” ultimamente não está fazendo nenhum milagre.

* Em segundo lugar, sejamos sinceros: a maioria rejeita seguir uma religião que tenha preceitos morais bem definidos entre BEM e MAL porque estes preceitos significam que você será julgado por seus atos, e hoje todo mundo quer fumar maconha e fazer passeata contra as drogas e violência sem se sentir mal por isso. Não tem nada a ver com a crença em Deus, tem a ver com a crença em nós.

* Terceiro ponto: “Dê a Deus o que é de Deus, e dê a César o que é de César”. Para compreender Marx, leia Marx. Para ser liberal, ao menos leia Adam Smith. E para ser cristão, estude a Bíblia e não apenas a decore. Hoje em dia não é nada absurdo ver as pessoas tentando encontrar as palavras de Jesus n’O Capital, a crítica ao capitalismo n’A Riqueza das Nações, e Marx como fundador de alguma seita religiosa que negue a existência de Deus. Sejamos humildes e façamos o simples, senão é melhor nos abstermos de certos comentários.

* Por fim: se fosse necessário, e se assim fosse possível definir Deus, eu diria que Ele é travessia. Isso porque atravessar algo sempre merece um mínimo de esforço, movimento, tensão, suor, coragem e um pouco de loucura. Sair do lugar significa necessariamente ver o mundo de uma outra perspectiva, o que nos exige mudar as placas tectônicas que assentam nossa existência, causar alguns tremores, quiçá terremotos. A experiência de Deus em nossas vidas merece ao menos que reconfiguremos nossa estrutura psíquica do ego, causando pequenas fissuras que nos mostre um mundo muito maior do que o nosso “mundinho”. Que se dane se esse “Mundão” que se abre é pior, porque este é o mundo que verdadeiramente vivemos e devemos lutar por ele. Não há nada de mais desejar e acreditar num mundo melhor, seja ele o Reino dos Céus ou o Socialismo na Terra, mas não basta apenas acreditar quando não fazemos por merecer. Se Deus é travessia, está na hora de construirmos pontes que nos liguem uns aos outros, porque o que falta no mundo não é a presença de Deus, mas sim a do próprio Homem que se omitiu sobre si mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: