Fé e esperança

Era um lindo final de tarde de sábado, ele dirigia o carro enquanto sua mulher acariciava seus cabelos, estavam felizes, há poucos meses tiveram seu primeiro filho, uma linda menina que dormia tranqüilamente no banco de trás do carro em sua cadeirinha especial.Estavam voltando para casa depois de um dia inteiro no shopping, compraram muitas roupinhas para o bebê e já faziam muitos planos para ela. Era realmente um momento muito mágico na vida daquele casal, mas existia algo que eles não contavam que poderia acontecer, e que constantemente muda nossas vidas, o Inevitável.

Por um momento que mais se parecia uma eternidade, um carro desgovernado entrou na contra mão e veio na direção dos dois, por puro reflexo ele desviou do carro, mas acabou perdendo todo o controle do automóvel despencando de cima da ribanceira, mergulhando nas águas gélidas do rio.

Foi como se a Terra tivesse parado de girar, ela viu seu marido desacordado, olhou para trás e viu sua linda filha tentando encontrar ar para respirar, ali ela teve de tomar a decisão mais difícil da sua vida, sabia que seria impossível salvar os dois ao mesmo tempo, era a sua filha que tinha uma vida inteira pela frente ou o seu grande amor.

Não era muito religiosa, mas acreditava que existia uma força maior do que ela, assim ela pediu com todas as suas forças para que um milagre acontecesse para que salvasse os dois. Mas não havia tempo para esperar que os milagres acontecessem, daqui a pouco ela também não teria mais fôlego para ficar debaixo d’água e acabaria não salvando nem a si mesmo.

Deixou que seu coração escolhesse por ela, foi para trás do banco e soltou sua filhinha da cadeira, não conseguia abrir as portas de trás do carro porque ela e seu marido sempre as trancavam para que não existisse nenhum perigo com a menina, teve de voltar para o banco da frente e agradeceu a Deus por isso, percebeu que seu marido ainda estava com o cinto de segurança preso e em um ato muito rápido o soltou, ainda teve tempo de olhar pela última vez para ele com o coração apertado, depois subiu para salvar a vida de sua filha.

Quando o sol tocou seu rosto ela entendeu todo o significado da vida num simples ato de respirar, percebeu que o bebê estava com dificuldades de respirar e a ajudou fazendo uma respiração boca a boca até que ela voltasse a respirar novamente.

Tratou de ir para a encosta do rio, precisava que sua filha saísse daquela água gélida, pois havia o risco dela ficar muito doente por isso. Quando chegou a margem, se voltou novamente para o rio na esperança de que seu milagre tivesse acontecido, de que Deus tivesse tido pena dela e assim salvado o seu marido. Mas os milésimos de segundos que muitas vezes são desprezados por nós passavam rapidamente e isso a sufocava por dentro, por que isso significava que estava perdendo o seu amor.

Pensou em pular novamente na água e tentar um resgate quase que suicida, porém se algo acontecesse com ela, quem cuidaria de sua filha? Sabia que seu marido nunca a perdoaria se isso acontecesse e se entregou ao inevitável, só lhe restava ter Esperança.

Mas como sempre acontece em nossas vidas, quando tudo parece perdido, quando achamos que não há mais nada a fazer, quando a única coisa que podemos fazer é ter FÉ em algo que não vemos, que apenas sentimos, o Improvável acontece.

Deus tinha sim ouvido suas preces, disse Amém e seus Anjos entraram em ação, sem nenhuma explicação seu marido flutuava sobre as águas do rio a espera que ela o resgatasse.

Sem hesitar ela mergulhou novamente nas águas e começou a nadar em sua direção, rezava para que ele estivesse respirando, seu coração palpitava como se quisesse sair de seu peito, e qual foi o seu alívio quando percebeu que ele ainda respirava mesmo com um pouco de dificuldade.

***

Durante muitos e muitos anos esta história foi contada como a prova de que existe muito mais do que podemos imaginar entre o Céu e a Terra, ela sempre terminava dizendo que um milagre salvara a vida daquele homem, mas hoje eu a terminaria de uma forma diferente, terminaria dizendo que o que salvou aquele homem não fora apenas o milagre, também o amor que ela sentia por ele, fora ela que rezou com toda a fé que habitava o seu ser para que Deus o salvasse, e o mais importante do que tudo, fora ela que soltou o seu cinto, fez o que pode, o que estava ao seu alcance naquele momento, e sem isso talvez o milagre não tivesse acontecido.

Isso me faz pensar, quantas vezes nós fazemos o que podemos? Quantas vezes nós podemos ajudar as pessoas que estão a nossa volta com simples atos que muitas vezes no parece banais, mas que para aqueles que recebem é como se fosse o milagre do dia, um simples Obrigado, um Bom Dia, um Elogio e o Mundo volta a sorrir novamente para nós.

Não posso salvar o mundo com esta mensagem, que bom seria se pudesse, mas acho que posso fazer algo melhor do que isso, eu vou ter FÉ em você, eu vou ter ESPERANÇA em você, eu vou soltar o seu CINTO DE SEGURANÇA e tenho certeza que você vai SALVAR o seu mundo.

“QUE NÓS TODOS SEJAMOS O IMPROVÁVEL DIANTE DO INEVITÁVEL”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: