O Sol

Se enganas aquele que acha que é de todo seguro,
até mesmo o sol, com todo o seu esplendor,
um dia teve medo de obedecer ao Criador.
Mas depois arrependeu-se de sua covardia,
e, nas páginas perdidas pelo tempo,
ali ele escreveu seu depoimento:

“A noite me enlouquecia.
Tudo eram trevas.
Nada eu sentia.
De repente tudo mudou,
a força da vida me chamou para nascer.
Assim, surgi sem medo de morrer.
Por mais que a noite tenha sido difícil,
percebi que a luz era diferente da escuridão,
como se fossem a amizade e a solidão.
Eu vi um novo mundo surgir diante de meus olhos,
senti que as forças da Terra clamavam por mim,
um grito surdo que alcançava os meus sonhos.
Porém, nem tudo era beleza,
percebi que no mundo também havia aspereza,
todavia, embriagado com a vida,
nem me dei conta desta cifra.
Uma força incontrolável me puxava para cima,
subi ao ponto mais alto do céu,
e assim pude ver o mundo de tal forma,
que senti vontade de chorar.
Precisei naquele momento ser forte,
não havia maldade no mundo que pudesse me alcançar.
A terra girava.
O mundo se modificava.
O dia estava acabando.
A vida continuava sem mim.
A noite vinha chegando.
Ainda assim, a felicidade ditava o ritmo do meu coração,
por mais que o dia tenha sido difícil,
tudo em mim foi emoção.
Aprendi que a cada instante a vida se renova,
que o mundo é mais simples do que se pensa,
basta doar sem pedir recompensa.
Aprendi que há espaço para todos,
sem exceção.
Em fim,
eu vi a vida se transformar.
Gostei tanto,
que amanhã eu vou voltar”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: