Difusos

Estamos todos difusos
Espalhados em nossas canções
Perdidos em sonhos confusos
Em teias tecidas por emoções

Ah, existência de overdoses
Tu não disseste que o amor é arcabouço
Ninguém o vive em pequenas doses
Libertos, vivemos neste calabouço

Buscamos o que não queremos
Prioridades avessas à vontade
Perdas que nunca tivemos
Dores inventadas pela saudade

Nós que almejamos a felicidade
Sempre teremos um encontro inacabado
Talvez se concretize na eternidade
Apenas o mistério nos é revelado

Quando o tempo levar o que está ileso
Poderemos finalmente viver unificados
Este mundo parece coeso
Quando estamos despedaçados

Unidos por sermos difusos
Não vejo o final deste drama
Deus me fez ouvidos
Eis a beleza da trama

Anúncios

2 respostas para “Difusos

  • Luz

    É caro amigo, e me dizes que não sabes fazer poesia…. a 3 estrofe esta simplesmente bela….

    estes dois versos também gostei mto:( Este mundo parece coeso -Quando estamos despedaçados)

    e a existencia de todos estes seres difusos que somos = Eis a beleza da trama!!!

    Perfeito poema….cada dia escrevendo melhor!

  • Vinicius Alves do Amaral

    Parabéns, Tiago. Fico até envergonhado diante de tanto talento.
    Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: