Banzo

Para que não esqueçamos deles que somos nós:

BANZO (Menotti del Picchia)

E pq deixou na areia do Congo
a aldeia de palmas
e pq seus ídolos negros
não fazem mais feitiços
e pq o homem branco o enganou com missangas
e atulhou o porão do navio negreiro
com seus desespero covarde
ele fica na porta da senzala
de mão no queixo e cachimbo na boca,
varado de angústia,
olhando o horizonte,
calado, dormente,
pensando,
sofrendo,
chorando,
morrendo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: