Amor: parte III

Porque o amor não é o dever dos virtuosos, mas a possibilidade dos encontros. É a vida intensificada pelo desejo de preencher aquilo que se esvai cada vez mais rápido de nós. E desejar é não poder esperar mais. Por isso, amar é tocar com a intensidade de quem o faz pela última vez. Quem ama imortaliza em cada toque.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: