O nome do amor

Na vida de todo alguém existiu outro alguém. Aquela pessoa que, sem esforço, vira significado de poemas e canções. Diante da inexplicabilidade do amor restam apenas lembranças. Não se pode dissecar o amor porque palavras não o esgotam. O amor carece de carne pra ser visto. Sentimento que se faz explicado no contato quente da vivência. A vida. Tenho por mim que nada sei do amor. Todavia, guardo dentro do peito a certeza de que ao fim da vida, certos alguéns me serão a imagem que tive do amor, do que foi amar. Pai, mãe, irmãos, amigos, sim, tantos e todos esses. Exigente de pele, o amor se torna calidamente melhor entendido quando ganha um nome. Amor não é o nome do amor. Cada um tem o seu. Eu tenho o meu.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: